O Estanho [Elemento de número atômico 50, metálico, branco-prateado, dúctil, maleável, pouco tenaz, com inúmeras aplicações práticas]


Dentre as inúmeras aplicações práticas que se presta o estanho, destaca-se a esmerada produção de objetos utilitários e decorativos da tradicional John Somers, nossa fábrica artesanal instalada no final da década de sessenta em São João Del Rei.


O estanho foi usado para a produção de peças utilitárias de uso diário — serviços de jantar, copa e cozinha — por ricos burgueses na Europa e por senhores coloniais no Brasil, especialmente em Minas Gerais, no século XVIII. Com a introdução da porcelana no cotidiano europeu, trazida inicialmente da China, as peças de estanho foram sendo deixadas de lado, tal como hoje vemos acontecer com outros materiais, substituídos pelo plástico em suas diferentes texturas e composições.


Metal nobre que muito se assemelha à prata, é trabalhado artesanalmente devido a suas características de maleabilidade e baixa tenacidade, apresentando geralmente texturas fosca (cinzenta) e polida (prateada) que, geralmente, compõem uma mesma peça. Além de oferecer custo mais baixo, sua conservação é mais fácil que a da prata e de outros metais, e sua utilização, freqüente na alimentação desde que sua liga metálica não contenha chumbo.

 


A liga do estanho John Somers     


A sigla JSXMG, impressa em todas as peças, é uma espécie de denominação controlada, como a dos vinhos, que comprova a qualidade das peças. JS são as iniciais da fábrica, X é indicativo de ausência de chumbo e, portanto, de pureza, e MG atesta a origem mineira da peça.


Nossa liga de estanho é feita com 93,5% de estanho puro grau "A", 5% de Antimônio e 1,5% de Cobre. Por ser composta basicamente de estanho é uma liga macia, de baixo índice de oxidação, que marca-se com o tempo.


Temos dois tipos de acabamento: o fosco e o polido. O polido é como a peça "nasce", e o acabamento fosco, é uma forma química de acelerarmos seu envelhecimento, simulando como ela ficará após anos de uso. Para os apreciadores das peças de estanho, esta é a característica que os agrada, o fato da peça marcar-se com a passagem dos anos, se mantendo em perfeitas condições de uso.

 

A água, por conter sais minerais, se deixada acumular (secar) sobre a superfície, acelera a oxidação, que será tanto maior quanto mais sais minerais contiver. Secando-as com material macio e absorvente, esta oxidação causada pelos sais minerais, não ocorre.


A beira mar, a salinidade exige limpezas constantes para as peças não usadas diariamente, inicialmente com álcool, e posteriormente com outros abrasivos quando o álcool, não mais for suficiente. No uso diário, pela simples limpeza das peças há a remoção dos sais minerais, desde que secas com pano macio, e a oxidação das peças é minimizada. Se a peça for molhada/lavada sem ser seca manualmente com material macio e absorvente, haverá a deposição dos sais minerais, que poderão afetar as superfícies polidas.


Colocadas no uso diário, ambos os acabamentos: polidos e foscos, com o passar dos anos se aproximarão, as polidas tornarão-se foscas. Esta é a característica dos estanhos, e por isso são admirados.

Continuar Comprando

Carrinho

Produto
Quantidade
Remover
Total:

Selecione a variação

Calcular o Frete

  • Nenhum envio para esta região
  • -
    - dia(s)




Finalizar Orçamento

Nome: - qtd:

Está precisando de uma ajuda?

Deixe-nos saber!

Entraremos em contato o mais rápido possível,

é nosso interesse te ajudar.

Enviar minha dúvida